* As informações deste banco de dados são apenas para pesquisa. Não recomendamos automedicação. Procure sempre um profissional habilitado. *


Cardo Mariano

Cardo Mariano
Nome Popular: Cardo Mariano

Outros nomes: cardo-de-santa-maria, cardo-branco, cardo-de-nossa-senhora, cardo-leiteiro, cardo-mariano, cardo-santo, serralha-de-folhas-pintadas, Milk Thistle (inglês), cardo-mariano (espanhol), chardon-marie (francês).

Nome Científico: Silybum marianum L.

Família:

Nomes Botânicos: Carduus mariae Crantz, Carduus marianus L., Carthamus maculatum (Scop.) Lam., Cirsium maculatum Scop., Mariana lactea Hill, Mariana mariana (L.) Hill, Silybum maculatum (Scop.) Moench, Silybum mariae (Crantz) Gray.

Nome Farmacêutico: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Partes Usadas: raízes, folhas e sementes.

Sabor: Amargo

Constituintes Químicos: açúcares, silimarina (silibina, silicristina, silidianina), flavonóides (taxifolina, quercetina, kaempferol, apigenina, naringina), histamina, óleo essencial, óleos fixos (ácido linoléico, ácido oléico, ácido palmítico, esteróis), mucilagem, proteínas, saponinas.

Propriedades Medicinais: antiinflamatório; antioxidante; antifibrótico; anticancerígeno; colagogo; diurético; hipertensor; aperitivo (folhas); galactagogo; febrífugo; hemostático; colerético; laxante; adrenergético; alterativo; antiagregante; antialérgico; antiangiogênico; antibilioso; anticarcinogênico; antidepressivo; antidiabético; antídoto (cogumelos); antiedêmico; antifibrótico; antihistamínico; antileucotrino; antimetastático; antiproliferante; antiprostaglandino; antitelomerase; antitóxico; antitumoral; antiulcerativo; antiviral; apoptótico; tônico amargo; inibidor cAMP-Fosfodiestarase; ativador de caspase; quimiopreventivo; colerético; inibidor de COX-2; citoprotetor; citotóxico; demulcente; depurativo; dermoprotetor; diaforético; digestivo; diurético; emenagogo; expectorante; glutationigênico; HDL-gênico; hepatoregenerador; hipocolesterolêmico; inibidor de IKKbeta; imunoestimulante; inibidor de i-NOS; lactagogo; lipolítico; nefroprotetor; neuroprotetor; indutor de p450; inibidor de p450; pancreaprotetor; peristáltico; inibidor de p-Glicoproteína; fagocitótico; fotoprotetor; inibidor de PKC; purgativo; radioprotetor; SOD-gênico; simpaticolítico; ativador das células T; inibidor de TNF-alpha; inbidor de xantina-oxydase; tônico sudorífico (folhas); anti-pirética.

Indicações (Uso Interno): previne e repara danos do Fígado; protege o Fígado contra toxinas; trata problemas digestivos e colesterol; tônico do fígado e da vesícula; tratamento de cirrose hepática e icterícia; trata cefaléia de origem hepática e depressão que se manifesta ao cair da noite; inibe a peroxidação dos lipídios e estimulação da biosíntese das proteínas; náusea; dispepsias; menorragia; hepatite aguda e crônica; esteatose do fígado; danos provocados por medicação e exposição a substâncias tóxicas (envenenamento); alcoolismo; furúnculos; letargia; TPM; estimulante da imunidade; para envenenamento pelo cogumelo amanita phalloides (comum na Europa); mantém normalizado o funcionamento do fígado; aumenta a glicogênese e o ácido nucléico do organismo; epistaxe; metrorragia; acne; malária; alergias; amenorréia; anorexia; anthrax; artrose; asma; aterose; biliosidade; sangramentos; cálculos; câncer de bexiga, mama, cervix, cólon, pulmão, nariz, ovário, próstata, pele, língua; cardiopatia; catarro; cerebrose; parto; colescocistose; colelitíase; cólica; colite; congestão; constipação; tosse; síndrome do túnel carpo; cistose; dermatose; diabetes (usar folhas jovens com inflorescências); neuropatia diabética; enterose; dispepsia; disúria; erisipela; síndrome de alcoolismo fetal; fibrose; alergias alimentares; pedras da vesícula; gastrose; hematúria; NP9; leucorréia; menopausa; metástase; enxaqueca; esclerose múltipla; mialgia; obesidade; oligolactia; dores; pancreatose; peritonose; flebite; praga; pleurasia; picada de cobra; síndrome X; ulcus crusis; urticária; uterose; varizes, vermes; necroses hepáticas (como as provocadas pelo tetracloreto de carbono, por exemplo); tônico para o Baço, Fígado e Vesícula Biliar; bronquite; age sobre a membrana das células do fígado e, provavelmente, outras células do corpo estabilizando e fortalecendo sua estrutura; febres intermitentes; extrato alcoólico das sementes é usado em tratamento de hemorróidas e é um substituto geral para o hormônio adrenalina; resfriados; infecções renais; tuberculose; úlceras nas pernas; ingerida oito dias antes tem ação preventiva contra enjôos de viagem; depressão que ataca ao cair da noite.

Indicações (Uso Externo): não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações Pediátricas: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Utilizações na MTC: nome chinês: Shui Fei Ji. Para tratamento de vazio do Xue do Fígado. Elimina calor tóxico e fogo do Fígado. Movimenta o Qi do Fígado. Atua ativando a madeira e o fogo excessivamente Yin.

Classificação da Erva na MTC: Categoria 2 – Ervas para calor excessivo no corpo ● Categoria 19 – Ervas para úlceras e tumores.

Elemento predominante na MTC: Madeira.

Atuação nos Canais: F, VB, C.

Ayurveda (Ação nos doshas): reduz Pitta e é neutro para Vata e Kapha.

Rasa: amargo.

Virya: fria.

Vipaka: picante.

Informações em outros sistemas de saúde: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Aromaterapia: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Floral:não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Homeopatia: conhecido como Carduus mariannus é utilizado na homeopatia em casos de congestão hepática, estado varicoso, tendências hemorrágicas, dor de cabeça biliosa, dor do hipocôndrio direito agravada pela pressão, fígado doloroso, fezes negras, duras, aos pedaços e de expulsão difícil, prisão de ventre, hemorróidas com queimaduras e pruridos, dor na base do pulmão direito, com tosse e estado congestivo crônico em relação com a afecção do fígado, manchas amarelas hepáticas em relação ao estado hepático, cirrose, cólica hepática. Utilizado na dose 30ª.

Contra-indicações: recomenda-se não usar nos 3 primeiros meses de gravidez; pessoas com problemas renais; úlcera, gastrite e hipertensos; na lactação. Evitar uso em crianças. Sementes podem ser tóxicas e não devem ser ingeridas em grandes quantidades. Podem elevar a pressão arterial. Seus efeitos colaterais são: náuseas, problemas estomacais e diarréias leves em aproximadamente 1% dos usuários. Evitar uso em casos de oclusão das vias biliares.

Interações medicamentosas: interage com estrógenos; drogas com glucuronidase e drogas metabolizadas por cytochrome P450 2C9 (CYP2C9) e P450 3A4 (CYP3A4).

Uso Veterinário: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Cultivo:

Planeta regente: Regente: Júpiter. Elemento: Ar.

Indicações energéticas ou mágicas: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Habitat: é uma planta herbácea, anual ou bienal, pertencente à família das Asteraceae e nativa da região mediterrânica. Está também presente nas Ilhas Canárias, na Madeira e nas regiões quentes e secas da Europa Central, da América do Norte e do Sul, da Ásia Central e Oriental e do Sul da Austrália.

Informações clínicas e/ou científicas: utilizado na formulação do medicamento Legalon.

Descrição botânica: planta anual ou bienal, que cresce entre 1,5 e 3 m de altura e tem folhas grandes e espinhosas. Quando quebradas, as folhas e os caules exudam uma seiva leitosa. As flores vermelho-purpura possuem bordas com espinhas afiadas. As frutas são brilhantes, pintadas, pretas ou cinzentas que são freqüentemente referidas como sementes. Estas frutas compõem a parte do cardo-mariano, que junto com seus pelos prateados, caem prontamente.

Toxicidade: planta segura nas doses recomendadas.

Colaboradores: RODRIGO SILVEIRA - consultor em fitoterapia, professor e criador do ERVANARIUM • http://www.ervanarium.com.br/profissional/8/rodrigo-silveira

Observações: é uma das mais antigas plantas conhecidas. Seu principal constituinte, a silimarina (que é de fato uma combinação de três componentes chamados flavonolignanas) ajuda a reestruturar as células do fígado e evita que toxinas penetrem neste órgão. Ela estimula a produção de novas células promovendo aumento da capacidade regenerativa do fígado. Folhas sem casca podem ser comidas como vegetais. O pó das sementes torradas podem substituir o café. As raízes podem ser comidas como rabanetes.

Fontes de pesquisa: http://www.plantamed.com.br/ • http://www.cardo-mariano.com/ • http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/cardo-mariano.html • http://www.pharmacotecnica.com.br/?:=materia_prima&tt=atd&i=S&c=378 • Vademecum de Fitoterapia - Pedro del Rio Pérez • Pharmacodynamic basis of herbal medicine- Manuchair Ebadi -Taylor and Francis • Chinese and related North American Herbs - phytopharmacology and therapeutics values - Thomas S. C. Li - CRC Press • Dukes Handbook of Medicinal Plants of the Bible - James A. Duke with Peggy-Ann K. Duke and Judith L. duCellier - CRC Press • Enciclopedia de plantas medicinales • Handbook of Medicinal Herbs - James A. Duke with Mary Jo Bogenschutz-Godwin, Judi duCellier, Peggy-Ann K. Duke - CRC Press • Herbal medicines in pregnancy and lactation - an evidence-based approach - Edward Mills, Jean-Jacques Dugoua; Dan Perri; Gideon Koren - Taylor and Francis • Herbal Tonic Therapies Daniel B. Mowrey Ph.D -NTC Contemporary • Herbal Magick - a witchs guide to herbal folklore and enchantments - Gerina Dunwick - New Page Books • Indian Medicinal Plants - C.P Khare - Springer • Master your metabolism - the all natural (all herbal) way to lose weight - Lewis Harrison - Sourcebooks INC • Medicinal Plants in Folk Tradition - an ethobothany of Britain and Ireland- David E. Allen and Gabrielle Hatfield - Timber Press • La vuelta a los vegetales - Carlos Hugo Burgstaller Chiriani - Hachette • Segredos e virtudes das plantas medicinais - Seleções do Readers Digest • Tylers Herbs of Choice - the terapheutic use of phytomedicinals - Dennis V. C. Awang - CRC Press • ITF - Índice Terapêutico Fitoterápico - EPUB • A vida cura a vida - Pe. Paulo Wendling - Paulinas • 100 receitas de sáude - Ervas medicinais - Anne McIntyre - Publifolha • Higiene e Tratamento Homeopático das Doenças Domésticas - Dr. Alberto Seabra - Associação Brasileira de Homeopatia •



REDES SOCIAIS

ERVANARIUM
contato@ervanarium.com.br




© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados à Ervanarium