* As informações deste banco de dados são apenas para pesquisa. Não recomendamos automedicação. Procure sempre um profissional habilitado. *


Maca Peruana

Maca Peruana
Nome Popular: Maca Peruana

Outros nomes: Maca-andina, Planta-maca, Maca-pó, Maca-ginseng, Peruvian maca (inglês), Maca power.

Nome Científico: Lepidium peruvianum

Família: Brassicáceas/ Crucíferas

Nomes Botânicos: Lepidium meyenii

Nome Farmacêutico: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Partes Usadas: raiz (hipocótilo).

Sabor: doce e neutro.

Constituintes Químicos: cálcio, aminoácidos, proteínas vegetais, vitaminas B1, B2, C e E. e minerais como ferro, zinco, selênio e fósforo, fitoesteróis, como sitosterol e campesterol, antioxidantes, fibras, lipídeos (ácido linolênico, ácido palmítico e ácido oleico).

Propriedades Medicinais: desintoxicante, tônico, nutritivo, adaptogeno, oxigenador.

Indicações (Uso Interno): doenças crônicas, doenças hepáticas, cirrose, hepatite, menopausa, fadiga, impotência, infertilidade, cansaço mental, Síndrome de Fadiga Crônica, reduz ressecamento da pele, aumento de energia muscular, aumento dos níveis de testosterona, vitalidade, anemia, preveni o diabetes, reforça a imunidade, alivia sintomas da TPM, previne doenças cardiovasculares, elevação da libido, em deficiências hormonais, desnutrição, depressão, problemas menstruais, câncer de estômago, tuberculose, memória fraca, normalização de hormônios esteroides, retardar envelhecimento, beneficia a próstata, incrementa o vigor sexual, problemas na tireoide.

Indicações (Uso Externo): não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações Pediátricas: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Utilizações na MTC: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Classificação da Erva na MTC: Categoria 16 – Ervas para corrigir deficiências.

Elemento predominante na MTC: Terra.

Atuação nos Canais: Rins, Baço/Pâncreas, Coração e Fígado.

Ayurveda (Ação nos doshas): não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Rasa: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Virya: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Vipaka: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Informações em outros sistemas de saúde: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Aromaterapia: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Floral:não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Homeopatia: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Contra-indicações: salvo para pessoas alérgicas aos seus componentes químicos, não há informações de contraindicação da planta. Recomenda-se apenas atenção no uso para pessoas com problemas de doenças crônicas, doenças renais, doenças hepáticas e alergias.

Interações medicamentosas: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Uso Veterinário: utilizada como alimento.

Cultivo: do plantio à colheita, o ciclo leva cerca de sete a nove meses.

Planeta regente: não há relatos nas fontes de pesquisa consultadas.

Indicações energéticas ou mágicas: no império dos incas, esta espécie se constituiu um alimento para os nobres e uma oferenda para os deuses, sendo seu cultivo importante e abundante durante aquele período.

Habitat: desenvolve-se entre 4 e 5 mil metros de altitude, nos Andes Centrais do Peru, Bolívia, Equador, Colômbia, norte do Chile e norte da Argentina, temperaturas que oscilam entre 20 graus positivos e 25 graus negativos, de acordo com o período.

Informações clínicas e/ou científicas: vários estudos estão apontando que ela também pode colaborar com os tratamentos hormonais: ao que tudo indica, a planta apresenta determinadas moléculas que possuem a mesma estrutura que os hormônios naturais, tanto do homem quanto da mulher. Foram realizados estudos sobre a ação da maca sobre a fertilidade em animais (Dra. Chacón, Peru, 1961) e em seres humanos (Gonzalez, 2001). Os estudos realizados pela bióloga peruana, a PhD Gloria Chacón de Popovici, lançaram novos holofotes sobre a maca. Sua pesquisa demonstrou que a maca aumenta a fertilidade em ratos, cães, carneiros vacas e também em humanos. Um estudo realizado em 2002 demonstrou que a maca peruana tem uma alta atividade antioxidante em vista da sua habilidade em inibirperoxinitrito, DPPH, peroxilas e degradação da desoxirribose.

Descrição botânica: a planta apresenta talo curto, as folhas crescem perto do chão e são compostas, medindo de 6 a 9 cm. Já as flores são pequenas, de cor branco-amarelada e com quatro pétalas. Sua raiz é realmente muito semelhante ao rabanete, mas difere um pouco na coloração e no tamanho: sua coloração varia desde o branco e amarelo claro até o marrom escuro e o roxo, já o tamanho pode ficar entre 5 e 7 cm de diâmetro. O sabor e a composição química não se alteram em função da coloração da raiz - que é a parte principal na elaboração dos produtos.

Toxicidade: não contém cafeína, como o guaraná e o café, por isso não afeta o sistema nervoso central. Não há relatos de toxicidade desta planta nas fontes de pesquisa consultadas.

Colaboradores: RODRIGO SILVEIRA - Fitoterapeuta e Professor, criador do ERVANARIUM: http://www.ervanarium.com.br/profissional/8/rodrigo-silveira.

Observações: a maca-andina é basicamente um alimento muito rico em nutrientes, sendo vendida como um suplemento nutricional. Os conquistadores espanhóis, por recomendação dos nativos, começaram a utilizar a maca após perceberem que a reprodução de animais havia ficado abaixo da média nas montanhas. Após iniciarem o uso, constataram que a fertilidade dos animais aumentou após o consumo da planta maca. A raiz da maca é facilmente seca ao sol e mantém suas qualidades nutritivas com altos teores de ferro durante vários anos de armazenamento. Suas qualidades como um excelente alimento eram de conhecimento do povo inca, que usava a maca por sua ação estimulante da fertilidade e do desempenho sexual. Foram encontradas evidências antropológicas de seu cultivo no Peru desde o ano de 1600 a.C. Considerada um superalimento.

Fontes de pesquisa: http://www.plantasmedicinaisefitoterapia.com/maca-peruana-andina.html • http://www.jardimdeflores.com.br/ervas/a39maca.htm • http://essencialdanatureza.com/saude-bem-estar/maca-peruana-onde-comprar/ • http://pt.wikipedia.org/wiki/Lepidium_meyenii • http://www.drbemestar.com.br/a-milagrosa-maca-peruana/ • Superalimentos - a alimentação e os remédios do futuro - David Wolfe - Editora Alaúde.



REDES SOCIAIS

ERVANARIUM
contato@ervanarium.com.br




© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados à Ervanarium