BLOG ERVANARIUM

Cuidado com os Ventos!

Esta chegando uma nova primavera e com ela, muitos ventos.

Pouca gente sabe que os ventos em excesso podem ser tão prejudiciais a saúde quanto calor, frio, umidade ou secura demais.

Mas os ventos guardam um perigo extra: eles podem ser de origem externa ou interna.

Mas o que o vento faz em nosso organismo?

Em primeiro lugar, o vento é um veículo para empurrar o frio, a umidade, o calor e a secura para dentro de nosso corpo.

Só isso já seria uma razão para prestar atenção.

Mas não é só isso.

O excesso de vento afeta nosso sistema nervoso e se acumula no fígado enos ossos, causando diversos problemas que vão desde de inflamações da garganta, osteoporose, até A.V.C.

Já os ventos internos, são nossos velhos conhecidos: os gases.

Estes são acumulados pela fermentação de alimentos inadequados ou preparados de forma imprópria. 

Você reconhece esta condição nas pessoas que tem o ventre inchado e duro ou que apresentam muitos gases.

Alimentos que favorecem a formação de gases são muitos, tais como a cerveja, a cebola, os feijões preparados inadequadamente, só para dar um exemplo.

Os dois tipos de vento - seja de origem interna ou externa - se acumulam nas fascias, finissimas camadas de tecido conjuntivo que servem (entre outras coisas) para fazer o preenchimento dos espaços entre os órgãos internos.

Quando estes ventos se movimentam dentro do corpo (o que é bem comum), é que os problemas podem acontecer.

Quando tudo dá certo, eliminamos os gases por cima (aerofagia - o popular arroto) ou por baixo (esse você conhece bem também!).

Como já dizia o Shrek, melhor para fora, do que para dentro. ;)

Mas não é tão simples em alguns casos e os ventos podem pegar outro caminho e se desviar para o coração - provocando ataques cardíacos - ou para a cabeça - provocando derrames.

Outro problema comum causado pelo movimento dos ventos dentro do corpo são as paralisias musculares.

As consequências disso podem ser leves ou fatais, portanto é bom começar a ter cuidado com o excesso de vento no corpo.

Mas o que faz o vento se mover pelo corpo?

A principal causa de seu movimento são as emoções negativas e o excesso de estresse. 

As emoções negativas agitam o vento acumulado na ventre e nas fascias, fazendo com que este se desaloje e circule pelo corpo de forma perigosa.

E quais são os sinais do acúmulo de vento?

Alguns deles são conhecidos: muitos gases, arrotos frequentes - mas outros nem tanto, como cãibras, tremor na pálpebra, juntas que estalam, irritabilidade constante e o mais grave, sensação de pontadas na cabeça.

Se você sentir pontadas na cabeça é por que o vento já está se acumulando na parte superior do corpo e deve buscar ajuda para eliminar isso, o quanto antes.

Algumas ervas que eliminam o vento da cabeça são o Mulungu, a Passiflora e o Tribulus, mas antes de usar qualquer erva é importante se consultar com um fitoterapeuta qualificado e prestar atenção nas contraindicações.

Também existem ervas para eliminar vento de outras partes do corpo.

Isso é muito importante por que podemos prevenir que o vento contido em outras partes do corpo comece a se mover e se aloje em partes mais perigosas para nossa saúde.

O vento externo gosta de entrar pelos poros em geral, mas também pela nuca, boca, olhos, pulsos e tornozelos.

São estas regiões do corpo que precisamos proteger mais, em dias muito ventosos.

Fique ligado! 

Autor: Rodrigo Silveira - herborista e criador do ERVANARIUM
Posts Anteriores:
















































REDES SOCIAIS

ERVANARIUM
contato@ervanarium.com.br




© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados à Ervanarium