BLOG ERVANARIUM

A MEDICINA DA ABELHA

Você sabia que as abelhas podem ser indicadores biológicos do equilíbrio ambiental e que algumas espécies de plantas dependem muito desses insetos para se propagarem?

Sabia também que o ser humano é muito beneficiado por esses seres vivos?

Pois é na polinização das flores que as abelhas mais contribuem, dando origem aos frutos de inúmeras espécies vegetais e chegando a aumentar a produtividade de plantas cultivadas em até 500%.

Mas as mudanças que o homem tem imposto ao seu ambiente vem reduzindo a abundância de abelhas silvestres, até mesmo levando a extinção de outras, colocando em risco a produção de alimentos e a preservação de muitos ambientes naturais e das espécies que neles habitam em especial as plantas.

A espécie de abelha brasileira (conhecida popularmente como arapuá) é capaz de ocupar áreas degradadas e compensar o declínio de outros polinizadores que não resistem à degradação de uma área.

A origem das abelhas iniciou-se paralelamente ao surgimento das primeiras plantas. As flores eram fonte de alimento para as abelhas primitivas que forneciam as suas crias somente como complemento.

As primeiras abelhas surgiram a partir das vespas, diferindo posteriormente em anatomia, fisiologia e comportamento.

Enquanto as abelhas se especializaram em produtos de origem vegetal (pólen, néctar e óleos), produtos estes muito importantes para o consumo humano, as vespas mantiveram os hábitos primitivos de caçar outros insetos e aranhas para fornecer alimentos às larvas (GULLAN & CRANSTON 2007).

A relevância dessa relação nos beneficiou muito com produtos riquíssimos e poderosos para nossa alimentação e saúde como o mel, que tem propriedades medicinais, especialmente relacionadas ao fortalecimento do sistema imunológico, propriedades antibacterianas, antifúngicas, anti-inflamatórias, cicatrizantes, analgésicas, sedativas, expectorantes, emolientes, digestivas, laxativas e diuréticas.

Outro produto proveniente do trabalho das abelhas é a própolis verde que contém ácidos muito eficientes na prevenção e tratamento do câncer. Seus princípios ativos proporcionam excelentes resultados contra bactérias e vírus.

A geleia real é um outro alimento especial que nos é ofertado pela ação das abelhas.

A geléia produzida pelas abelhas é tão rica e poderosa que contém em sua composição proteínas, carboidratos, 14 vitaminas, hormônios, enzimas, 13 minerais, 18 aminoácidos, substâncias biocatalizadoras nos processos de regeneração de células desenvolvendo importantes ações no corpo humano.

Tudo isso acontece graças ao pólen das plantas (que é o alimento das abelhas) que se destaca por possuir princípios ativos para a cura de várias doenças através das plantas medicinais do qual ele é coletado.

Gosto muito de enfatizar uma explanação de uma especialista em ecossistemas da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (Gemmill-Herren / FAO).

Ela diz que a planta investe mais recursos na flor que foi polinizada por insetos do que a que sofreu sua propagação por outros meios, e isso significa que a fruta que nasce desta flor terá maior valor nutricional, medicinal e um melhor sabor.

Assim, reconstruir constantemente nossa interação com o planeta, a favor da harmônica integração de tudo que nele vive e existe, resultará em uma vida sustentavelmente mais feliz.

Katy Ramos é bióloga e pedagoga, proprietária da KR.AMBIENTAL e atuante desde 1994 em projetos sociais, educativos e ambientais e agora, colaboradora do ERVANARIUM.

Autor: Katy Sileny Ramos - bióloga, colaboradora do ERVANARIUM
Posts Anteriores:


















































REDES SOCIAIS

ERVANARIUM
contato@ervanarium.com.br




© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados à Ervanarium